Rubens Ianelli

sobre o artista

Rubens Ianelli


Rubens Vaz Ianelli nasceu em 1953 na cidade de São Paulo. Filho do artista plástico Arcangelo Ianelli e sobrinho de Thomaz Ianelli, pintor e aquarelista, Rubens teve uma estreita ligação com as artes desde a infância. Destaca-se, ao longo de sua carreira, a partir da década de 1970, além do engajamento na luta contra o regime militar e atuação no movimnto estudantil, a ativa participação nos Salões de Arte Moderna e Contemporânea do país, onde obteve seus primiros prêmios em pintura com trabalhos geométricos.
Nos nos 1980, inicia o estudo de Medicina. Em 1989 realiza no Centro Cultural Vergueiro, em São Paulo, sua primeira mostra individual, intitulada "Homenagem aos Povos que Lutam". Marca presença nos salões nacionais e obtém novos prêmios com suas colagens. Nos anos 1990, o artista prossegue em seu exercício autodidata de observação. As técnicas se
diversificam – carvão, grafite, pastel, guache, óleo, nanquim, extrato de noguira – e a exploração da figura se aprimora. Consta, também dessa época, a incursão de Rubens no mundo da pesquisa científica ligada aos estudos de saúde pública, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-Rio), e o trabalho como sanitarista na área de grandes endemias entre populações indígenas do Brasil. O convívio com mais de 10 etnias diferentes influencia sua produção artística, sobretudo sob o aspecto gráfico. Ao final de 1999, Rubens recebe o convite do Ministério da Saúde para ajudar na implantação dos distritos sanitários indígenas no Acre, onde permanece durante todo o ano de 2000. Como médico, seu trabalho social atinge o ápice e sua atividade se amplia em prol da organização dos serviços de saúde dirigidos às populações nativas. Como artista, sua produção ganha matizes cada vez mais próximos à cultura de raiz, sob a influência não apenas da arquitetura das habitações indígenas, mas, principalmente, do grafismo de diferentes etnias, que tem sua expressão máxima na pintura corporal.

Em 2001, Rubens se distancia da saúde pública para então se dedicar integralmente à arte, sempre em busca de um caminho próprio, alheio à rigidez das escolas e do senso-comum das
tendências de linguagem. Além do desenho e da pintura, Rubens faz incursão no objeto, na gravura e na escultura. Em 2003, ele se dedica à elaboração de maquetes de escultura em
ferro, teno como base seus trabalhos geométricos da década de 1970. Mantendo seu ateliê em São Paulo, Rubens executa, a partir de 2004, pinturas em grandes dimensões, esculturas em ferro e objetos, até agora, em grande parte, nunca exposto.

Contato

Para entrar em contato com a Original Artes, utilize o formulário abaixo.

Você também pode entrar em contato pelos telefones 55 (51) 8124.2087 / 55 (51) 3276.6404 ou através do e-mail comercial@originalartes.com.br.

Como comprar

Veja como é fácil adquirir seu produto em nosso site: